Blog Vibramol blog Quais são os tipos de indústrias e como são classificadas?

Quais são os tipos de indústrias e como são classificadas?


Os diversos tipos de indústrias são classificados segundo a atuação, produção e porte de cada uma delas.

Essencialmente, indústria significa atividades humanas que realizam a transformação de matéria-prima em algum produto que pode ou não ser comercializado.

Uma das classificações possíveis para os diversos tipos de indústrias existentes no país é baseada na utilização do produto. Assim, podemos agrupá-los, numa primeira classificação, em dois grandes conjuntos: indústrias de bens de produção e indústrias de bens de consumo.

É isso que veremos neste artigo. Continue a leitura!

Indústrias de bens de produção

As indústrias de produção ou indústrias de base são aquelas que trabalham com a produção de equipamentos (indústrias de bens de capital) e matérias-primas processadas (indústrias extrativas) para ser utilizado por outras empresas. Este segmento também é conhecido como indústria pesada.

Um exemplo é a indústria petroquímica, que extrai o petróleo bruto, faz seu craqueamento e vende-o às refinarias.

É comum que estas empresas estejam alocadas em regiões próximas ao material com o qual trabalham, pois isso reduz o custo de logística e da matéria-prima.

Enquadram ainda nessa classificação aquelas que têm como objetivo produzir materiais destinados à infraestrutura, oferecendo suprimentos para o transporte, energia, saneamento e habitação.

Indústrias de bens de consumo

As indústrias de bens de consumo são aquelas que produzem diretamente para o mercado consumidor, ou seja, produzem os produtos que serão vendidos para os consumidores finais. Este segmento também é conhecido como indústria leve.

Geralmente, essas indústrias estão localizadas mais próximas dos centros urbanos e, consequentemente, dos clientes. Isso facilita o acesso e garante um retorno mais rápido dos capitais investidos.

Dividem-se ainda em indústrias de bens duráveis, semi-duráveis e de bens não-duráveis.

Indústrias de bens duráveis

São aquelas que fabricam mercadorias não-perecíveis, como a indústria automotiva (produtora ou montadora de automóveis) e indústria de eletrodomésticos (geladeiras, fogões, liquidificadores, lavadora de roupas, etc.).

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os itens classificados nesse quesito possuem vida útil estimada em mais de 3 anos.

Indústrias de bens semi-duráveis

São aquelas que produzem artigos de uma vida útil mediana, como roupas, calçados, celulares, acessórios, utensílios, entre outros.

Dessa forma, os bens de consumo semi-duráveis, segundo a classificação adotada pelo IBGE, seriam aqueles cuja vida útil é estimada entre 1 e 3 anos.

Indústrias de bens não-duráveis

São aquelas encarregadas pela produção de bens perecíveis, cuja durabilidade é rápida. Elas produzem mercadorias de primeira necessidade e de consumo generalizado. Exemplos: in­dústria alimentícia, têxtil, de vestuário, remé­dios, cosméticos e todos aqueles que envolvem extinção.

O IBGE considera nessa categoria produtos cuja vida útil seja de até 1 ano.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post